dicas sobre tudo

Os 10 micos brasileiros de 2008 !!

Os fatos que geraram constrangimento no país em 2008. Veja essa pequena retrospectiva.


1 – Ronaldo e os travecos – Parece nome de banda de rock dos anos 80, mas não é. Ronaldo ( à dir.) se envolveu numa confusão fenomenal com travestis na Barra da Tijuca. Um deles, Andréa Albertini ( à esq.), diz que o craque encarou a marcação homem a homem. Ele negou, mas o gol contra já estava marcado.

2 – A vara que sumiu – Os organizadores dos Jogos de Pequim perderam o instrumento de trabalho da saltadora Fabiana Murer. Ela perdeu a concentração e a prova. Não, não
vamos fazer trocadilhos. Só o registro.

3 – O pirulito eletrônico – A Ferrari inventou um novo sistema de saída dos boxes e Felipe Massa se deu mal. Foi o campeão mais rápido da F-1 – por 30 segundos, até que Lewis Hamilton roubou-lhe o título na última curva.

4 – A atriz e o pugilista – Luana Piovani (foto) e Dado Dolabella protagonizaram uma versão real de Celebrity Fight, em que famosos trocam sopapos. Ela negou – típico de quem levou uma pancada na cabeça.

5 – “É casado? Tem filhos?” – Essa pergunta, da campanha de Marta Suplicy, sexóloga e defensora dos direitos dos homossexuais, contribuiu para que Gilberto Kassab, eleito prefeito de São Paulo, relaxasse e gozasse.

6 – O tombo do favorito I – A festa estava pronta para o Fluminense na decisão da Copa Libertadores. Esqueceram de combinar com a LDU, do Equador, que calou o Maracanã – e o técnico Renato Gaúcho, que disse que ia “brincar no Campeonato Brasileiro”, acabou o ano rebaixado com o Vasco.

7 – O tombo do favorito II – Diego Hypolito (foto) liderava as apostas para o solo em Pequim. Terminou no solo.

8 – O professor e o berimbau – Antônio Dantas, da Medicina da UFBA, disse que “baiano toca berimbau porque só tem uma corda”. Dançou. Ao som do berimbau.

9 – O padre voador – Tinha tudo para dar errado. E deu. Em abril, o padre Aderli de Carli desapareceu pendurado em balões (foto). Trágico, mas lhe valeu de uma humorista americana o Prêmio Darwin, dado a quem “presta um serviço à humanidade ao não transmitir seus genes”.

10 – O presidente e o “s…” – Ao falar da crise econômica, Lula (ao lado) justificou seu tom otimista comparando-se a um médico que não deve dizer a verdade a um doente grave. “Você diria ao paciente ‘Meu, sifu’?”. Lula sempre foi meio infeliz em suas metáforas. Mas dessa vez ele… bem… “sifu”.

Achei aqui

Fui!! !!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s