dicas sobre tudo

Higiene íntima. Cuidado e carinho para a área genital feminina

Coceira na vagina, corrimento branco, ardor, desconforto para urinar, dor nas relações sexuais. Problemas como esses são comuns em mulheres que tem um crescimento exagerado de fungos na região da vagina. Tais fungos são responsáveis por produzirem inflamações e sintomas desagradáveis.

Segundo ginecologistas é um tipo de infecção muito comum em mulheres entre 18 e 35 anos, também chamada de candidíase.

O ideal, quando se apresentam um mais dos sintomas, acima mencionados, é procurar um médico para ser tratada e nunca buscar o balconista de uma farmácia ou usar cremes vaginais seguindo orientação de amigas. Procedimentos tomados por conta própria podem aliviar ou até mesmo melhorar os sintomas, mas estará apenas mascarando a doença que vai reaparecer lá na frente.

E qual a melhor prevenção contra a candidíase? Reduzir o stresse, dormir o suficiente, diminuir doces, usar roupas íntimas adequadas, como calcinhas 100% de algodão, nunca deixar calcinhas secando dentro do banheiro, prefira ambiente seco e fresco, assim evita o risco de fungos impregnarem. E, o mais importante: usar camisinha! Seja masculina ou feminina, mas usar sempre!

Além de todos esses cuidados, fazer uma boa higiene íntima. Todos os dias! Porém, há uma problemática. Como fazer uma boa higiene íntima, diariamente, se a mulher contemporânea possui uma rotina conturbada? A mulher que que trabalha 8 horas por dia, sentada na frente de um computador e que usa calça jeans além de fazer uso de protetor diário de calcinha, faz com que a ventilação no local diminua, ficando abafado. Sem falar que muitas são adeptas a depilação habitual e agressiva. Todas essas ações ajudam a desiquilibrar a proteção natural da vagina, proporcionando o surgimento de infecções.

E quais produtos devo usar para minha higiene pessoal?
O ideal é, primeiro, procurar orientação médica. Pois, nem todos os produtos que há no mercado são confiáveis para executarmos uma boa higiene. E, se já estiver com algum problema, o uso desses produtos podem piorar.

Mitos e verdade sobre a higiene íntima

Todos os sabonetes são iguais: comuns e íntimos.

Mito! Os sabonetes íntimos têm um grau de acidez semelhante ao da região genital. Por isso, eles reduzem as chances de irritação na vagina. Porém, segundo os médicos, o ideal é higienizar a vagina com sabonete neutro (ou de glicerina) e água.
Absorventes perfumados podem causar alergias.

Verdade! O ideal é usar absorventes sem fragrância. Afinal, a ação de substâncias perfumadas pode causar ardor, alergias, coceira, fissuras externas e até dor na relação sexual.
Faz mal usar sabonete íntimo diariamente.

Mito! Desde que o sabonete íntimo seja de PH neutro e sem perfume, não há problema. Os sabonetes comuns costumam ser mais ácidos ou menos ácidos para a higiene diária da mulher.
Calcinhas de algodão são mais recomendáveis.

Verdade! A calcinha ideal para o dia-a-dia é a branca de algodão, pois facilita a transpiração e a ventilação da vagina. A cor é importante, pois as calcinhas com cores berrantes podem liberar substâncias químicas do corante e causar irritação.
O protetor de calcinha pode ser usado diariamente.

Mito! O protetor de calcinha diário é contraindicado, porque a região vaginal não deve ser muito abafada. O uso constante desse produto pode provocar corrimentos, coceiras e infecções, pois torna o local excessivamente quente e úmido.
Os lenços umedecidos para higiene íntima podem ser usados todos os dias.

Mito! Lencinhos umedecidos das mesmas marcas dos sabonetes íntimos podem ser guardados na bolsa e são ótimo para situações de emergência. No entanto, não devem ser usados todos os dias, pois podem causar irritação e coceira.
Absorventes internos causam cólicas.

Mito! A maioria das mulheres sente-se confortável com o uso de absorventes internos e não tem problemas com ele. O uso desse produto não tem nada a ver com a cólica menstrual.
Absorventes internos podem tirar a virgindade.

Mito! Mesmo mulheres virgens podem fazer uso do absorvente interno. Esse produto não rompe o hímen. Essa membrana é elástica e resiste bem a colocação de absorventes internos.
É melhor usar papel higiênico branco e sem perfume do que os coloridos ou perfumados.

Verdade! O perfume e a tinta do papel higiênico podem agredir a mucosa vaginal e irritá-la. Os sintomas mais comuns são ardência, coceira, dor ao urinar e dor na relação sexual.
Banho com água fria é o mais indicado para a higiene íntima.

Mito! A água fria agride menos a pele do que a quente, mas para a higiene a temperatura da água é indiferente.
Em dias de menor fluxo menstrual, posso ficar com o mesmo absorvente o dia inteiro.

Mito! O sangue, mesmo em pouca quantidade, é o ambiente perfeito para a reprodução de bactérias e fungos que podem provocar doenças. Então, troque de absorventes a cada quatro horas, no máximo.

Via

By:. Natasha Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s