dicas sobre tudo

Posts com tag “dna

Criatura estranha é encontrada e fotografada em cidade da Venezuela

Moradores apelidaram o animal de O Chupacabra de Los Castores

Desde o início do mês circula pela internet a foto de um suposto chupacabras, capturado na cidade de San Antonio de Los Altos, na Venezuela.

Segundo Ramon Morales, que descobriu a criatura, no dia 8 de setembro ele escutou um barulho no jardim de sua casa, no bairro Los Castores. Ele se dirigiu ao local e tomou um susto ao ver um animal completamente desconhecido ser devorado por um bando de abutres.

Imediatamente, Morales tirou uma foto e compartilhou a descoberta em sua conta no Facebook. Foi o suficiente para o misterioso animal ficar conhecido como O Chupacabra de Los Castores.

Autoridades venezuelanas relataram que há possibilidade de o animal ser uma espécie de gambá em decomposição, mas foram recolhidas amostras do tecido para a relização de testes de DNA.

Achei aqui !!

Fui !! !!


Garranchos podem ser genéticos!!

Esta matéria, lida daqui a algumas décadas, pode não fazer tanto sentido quanto hoje, já que estamos aderindo à escrita no computador em detrimento da caligrafia a cada dia que passa. Atualmente, contudo, muitas pessoas precisam escrever e escrevem com as mãos. Os professores, por exemplo, deveriam receber um bônus no salário apenas pelo desafio de ter que decifrar algumas letras bem ruinzinhas. Se você é um destes exemplares, pode culpar seus genes: uma pesquisa de um centro médico em Westwood (Massachussets, EUA), sugere que a caligrafia é uma característica hereditária.

Os especialistas afirmam que não se trata apenas de genética: muitos outros fatores podem determinar como você escreve. Experiências pessoais, e a maneira como foi o aprendizado de leitura e escrita podem ser tão forte quanto uma boa cadeia de DNA. Um dos pesquisadores vai ainda mais longe: “Se uma pessoa sofrer um evento traumático, sua caligrafia pode mudar. Escrita reflete a personalidade de uma pessoa e seu estado de espírito – uma pessoa organizada, por exemplo, tende a tomar maior cuidado”.

Mas estamos falando de genética. Ela influencia, por exemplo, na forma como uma pessoa pontos seus i’s e cruza seus t’s. Essa influência ocorre através da anatomia: afeta a estrutura óssea como uma segura uma caneta, a coordenação mão e olho, a memória muscular e a capacidade mental em copiar a letra de outra pessoa. Ainda assim, não é uma característica imutável.

O que os cientistas ainda tentam descobrir é como diferenciar as coisas. Explicamos: o fato de um filho ter a letra parecida com a de seus pais é realmente genética ou acontece porque foram eles que o ensinaram a escrever? E no caso dos que aprenderam diretamente na escola, será que terão a letra do professor que os alfabetizou? Fica o mistério para se desvendar no futuro. [Life’s little mysteries]

Achei aqui !!

Fui !! !!


Cientistas provocam ‘autodestruição’ de células de HIV

Cientistas de Israel afirmam ter descoberto uma nova forma de eliminar células infectadas com HIV, em um processo que provoca a autodestruição de células contaminadas.

Pela técnica desenvolvida pelos cientistas da Universidade Hebraica de Jerusalém, as células infectadas com HIV recebem um DNA viral, que faz com que a célula morra. A técnica não afetou as células não-infectadas.

Até o momento, a técnica foi desenvolvida apenas em pequena escala, com poucas células. Nenhum teste foi realizado em humanos.

A pesquisa será publicada nesta quinta-feira na revista científica Aids Research and Therapy.

Os pesquisadores afirmam que a técnica poderia levar a um tipo de tratamento contra o vírus HIV.

O melhor tratamento disponível atualmente – à base de antirretrovirais – é eficaz no combate à replicação de células infectadas, mas ele não consegue eliminá-las.

Segundo o artigo, assinado pelo professor Abraham Loyter e sua equipe, o método desenvolvido no laboratório “resultou não só no bloqueio do HIV-1, mas também exterminou as células infectadas por apoptose [autodestruição]”.

O artigo faz a ressalva, no entanto, de que há mais de um tipo de vírus HIV e que o trabalho da equipe está apenas nos estágios iniciais.

Os pesquisadores acreditam que o trabalho pode ajudar no desenvolvimento de um novo tipo de tratamento no futuro contra a Aids.

@VanessaMazoni mando pelo twitter !!

A materia e do G1 !!

Fui !! !!