dicas sobre tudo

Posts com tag “jose

Segundo trailer de robocop mostra os eua como um pais robofobico

Em meios aos chamados reboots que estão aparecendo nos cinemas, há uma produção que já é esperada há algum tempo: Robocop. Desta vez, a história do policial que é meio robô e meio humano está sendo contada por meio da direção do brasileiro José Padilha e tem grandes astros em seu elenco, como é o caso de Samuel L. Jackson

No enredo de Robocop, há uma corporação chamada Omni Corporation capaz de criar máquinas e soldados artificiais de defesa, com o objetivo de acabar com guerras ou “apenas” apaziguar bairros extremamente violentos. Isso acontece no mundo todo, mas o personagem de Samuel L. Jackson afirma que os Estados Unidos são um país “robofóbico”

Isso acontece pelo simples fato de que os norte-americanos ainda desconfiam de robôs extremamente inteligentes e máquinas semelhantes. Por conta disso, a companhia se aproveita de um policial chamado Alex Murphy, que foi atingido por uma explosão e não tem grandes chances de continuar vivendo.

Com isso, um humano é colocado dentro de uma máquina para conquistar a confiança da população e criar um produto extremamente rentável. No entanto, os planos de controlar Murphy não deram certo e o policial começa a agir por conta própria — e é claro que o pessoal da Omni não vai gostar disso e muita coisa desagradável vai acontecer.

Portanto, se você está ansioso para saber tudo sobre essa história interessante, espere até fevereiro de 2014. O filme promete!

 

Achei aqui !!

 

Fui !! !!


Picolé de Tequila! \o/

Pra entrar no FDS sem passar calor!

Cuervo Picolé

30 ml de Cuervo Silver

75 ml de suco de limão

Duas colheres de sopa de raspas de limão
1 lata de leite condensado
¾ de xícara de água

Misture tudo em um recipiente e encha as forminhas de picolé. Leve ao freezer por seis horas.

Agooooooooooora o calor que voce vai sentir vai vir de dentro… não de fora! auahuahuahuaaha

CONVERSA DE PAI PARA FILHO!!

Vida de pai está cada vez mais difícil. Uma simples conversa com o
filho pequeno pode gerar perplexidade. O diálogo de um pai com seu
filho, de 11 anos, pode servir como prova desse fosso entre as
gerações.

– Que você vai ser quando crescer, filho?

– Presidente da República, pai.

– Puxa, filho, que legal. Mas por quê?

– Pra não precisar estudar.

– Não, filho, não é bem assim. Precisa estudar muito.

– Então quero ser vice-presidente.

– Vice, filho? Por quê?

– Pra não precisar estudar. O José de Alencar também só foi até a
quinta série primária. Já posso parar.

– Não é assim, filho. Ele trabalhou muito e aprendeu.

– Pai, todo mundo que se dá bem não estudou: o presidente, o vice, a
Xuxa, o Kaká, o Zeca Pagodinho…

– É que eles têm um talento…

– Ah, entendi, estudar é para quem não tem talento?

– Não, filho, pelo amor de Deus. Artista é diferente.

– O presidente e o vice não são artistas.

– Não, quer dizer, o presidente, de certo modo, até é.

– Se eu estudar, vou ganhar mais do que o Kaká?

– Menos.

– Ah, é? Então quero ir já para a escolinha.

– Você já está numa boa escola, filho.

– Quero ir pra escolinha de futebol.

– Não, filho, você precisa estudar muito. A escola abre caminhos para
as pessoas. Pode-se viver dignamente. Filho, você precisa ter bons
valores.
Pense numa profissão, numa coisa honesta e que seja respeitada. Não
quer ser médico, dentista ou, sei lá, engenheiro?

– Não. De jeito nenhum. To fora, pai!

– Mas por que, filho?

– Eles nunca vão ao Faustão.

– Isso não tem importância, filho. Que tal bombeiro?

– Vou querer ser astronauta ou jornalista.

– Hummm… Jornalista? Por que mesmo, filho?

– Não precisa mais ter diploma pra ser jornalista. Mas… Pensando
melhor, acho que vou querer ser corrupto.

– Meu Deus, filho, não diga isso nem de brincadeira!

– Na TV disseram que ninguém se dá mal por causa da corrupção e que
tudo sempre termina em pizza. Adoro pizza. Quando for corrupto,
pedirei só de quatro queijos.

– Ser corrupto é muito feio, meu filho.

– Ué, pai, se é feio assim, por que Brasília está cheia deles e quase
todos conseguem ser reeleitos?

– É complicado de explicar, filho. Mas isso vai mudar.

– Quero ser corrupto e praticar nepotismo.

– Cale a boca, filho, de onde tira essas barbaridades?

– É só olhar a televisão, pai. O Sarney pratica nepotismo e é
presidente do Senado. Ninguém pode mexer com ele.

– Mas você sabe o que é nepotismo, filho?

– Sei. É empregar os parentes da gente.

– E você quer fazer isso?

– Claro. Assim ia acabar com os vagabundos da família. Se eu te
arrumar um emprego, você deixa?

Veio por email da Gabi Pindo !! !!