dicas sobre tudo

Posts com tag “ser

É lei: compras internacionais abaixo de US$ 100 não podem ser tributadas

Um post publicado nesta quinta-feira (30) no site BJC, um dos mais importantes do país voltados para colecionadores de DVD e Blu-ray, está repercutindo bastante entre aqueles que costumam fazer compras internacionais. De acordo com o site, compras feitas em sites de fora do país e entregues por meio dos correios cujo valor seja abaixo de US$ 100 não podem ser tributadas.

A portaria MF 156, de 24 de junho de 1999, em uma instrução normativa da Receita Federal, afirma que “os bens que integrem a remessa postal internacional de valor não superior a US$ 50 serão desembaraçados com isenção do imposto de importação, desde que o remetente e o destinatário sejam pessoas físicas”. Até aí nenhuma novidade, uma vez que essa é a lei conhecida e aplicada nesses casos.

Entretanto, o BJC chama a atenção para o Decreto-Lei 1.804, de 3 de setembro de 1980, que trata sobre o regime de tributação simplificada das remessas postais internacionais. Em seu artigo 2o. inciso II, está escrita a seguinte informação: “Dispor sobre a isenção do imposto de importação dos bens contidos em remessas de valor até cem dólares norte-americanos ou o equivalente em outras moedas, quando destinados a pessoas físicas”.

Ou seja, uma instrução normativa e uma portaria não podem se sobrepor a um Decreto-Lei, devendo ser, portanto desconsideradas. A isenção de imposto se aplica a compras feitas por pessoas físicas, não importando se o remetente é pessoa física ou jurídica. Para quem ainda ficou em dúvidas, o site levantou que há jurisprudência sobre o tema (você pode conferi-las nos três links seguintes: 12 e 3), ou seja, já há decisões da justiça dando parecer favorável ao que se lê no Decreto-Lei 1.804.

O que você deve fazer?

Caso você seja tributado em uma compra internacional cujo valor seja abaixo de US$ 100, a recomendação é entrar com um pedido de revisão. O site disponibiliza dois modelos de carta (arquivos DOCX), um para compras abaixo de US$ 50 e outro para compras abaixo de US$ 100. Esses documentos devem ser preenchidos e entregues à Receita Federal para que o valor de tributação pago seja reembolsado.

Caso isso não aconteça, a solução é entrar com uma ação no Juizado Especial Federal. Como o valor da causa a inferior a 20 salários mínimos, não é necessária a presença de um advogado. Para entrar com uma ação, é necessário preencher o modelo de documento (arquivo DOCX) que pode ser baixado neste link.

Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/governo/49800-e-lei-compras-internacionais-abaixo-de-us-100-nao-podem-ser-tributadas.htm#ixzz2s04BdxJW

Anúncios

Como ser alguém incrivelmente mediano

Entre os maiores desejos que as pessoas costumam ter estão morar no exterior, fazer trabalho voluntário, escrever um livro e morar na praia. Infelizmente, isso quase nunca acontece e elas arrumam um emprego, casam, tem filhos, viajam quando dá e nunca tem tempo para escrever um livro tampouco ajudar os outros, praia só carnaval. “Muitas pessoas pensam em mudar o mundo, mas ninguém pensa em mudar a si mesmo”, disse Tolstói uma vez.

Na ânsia por querer conquistar certas coisas na vida –casa própria, carro, um bom emprego–, as pessoas esquecem de viver e só se dão conta disso quando já têm tudo que precisam menos aquele sonho antigo. Aí elas se acham velhas demais para realizar e morrem sem nem tentar,um pouco frustradas pela vida ter passado tão depressa. Uma vida assim está longe de ser ruim, mas acho que todos nascem para ter uma experiência extraordinária aqui, viver do seu jeito e deixar a sua contribuição. Chris Guillebeau é um desses caras que podemos ter inveja da vida que leva, ele já conheceu todos os 193 países do mundo e trabalha como escritor provocando as pessoas a fazerem o mesmo: o que quer que você tenha vontade. O dele era viajar, qual é o seu?

Um dos mais inspiradores (e famosos) textos do Chris é um guia sobre “como ser ordinariamente mediano”, leitura obrigatória a todos que querem não apenas uma vida feliz, mas uma vida completa. Aqui está a minha versão do guia.

Aversão à risco

A maneira mais fácil de levar uma vida tranquila é aceitando tudo que lhe dizem. Não se destaque, faça o que os outros fazem e você estará seguro. Consiga um emprego normal, de preferência através de um concurso público e você não precisará se preocupar mais com nada. Certifique-se de nunca ser o primeiro a erguer a mão quando perguntarem algo.

Faculdade

Já que todo mundo que você conhece fez ou está fazendo, é melhor você fazer também. Isso, provavelmente, irá garantir um emprego que pague bem e lhe permitir desfrutar melhor da vida, do jeito que os mais velhos vivem. Conforto. Gaste os 4 ou mais anos conhecendo bares, entregando os trabalhos depois do prazo e reclamando dos professores. No final, é quase certo que você estará com canudo nas mãos de qualquer jeito. Certifique-se de seguir a carreira que seus pais sempre quiseram.

Finanças pessoais

Trabalhe para comprar. Comece pela casa própria financiada em parcelas suaves pelos próximos 20 anos, planeje cada cantinho com móveis sob medida para impressionar as visitas e, quando der, financie aquele carro de luxo que você tanto desejou e continue reclamando do preço exorbitante da gasolina à medida que ela vai subindo. Quando algum programa de TV ou comercial pedir a sua doação, troque de canal, afinal há sempre alguém por trás lucrando muito com as criancinhas carentes ou portadores de deficiência. Quando estiver de bom humor, doe R$10,00. Quando ficar triste, compre algum eletrônico ou roupa cara, você merece por trabalhar tanto.

Certifique-se de priorizar o cartão de crédito em vez do dinheiro, a satisfação da compra é maior apontam as pesquisas.

Viagens

Como é bom viajar! Ou será que bom mesmo é tirar um monte de fotos em terras estrangeiras e compartilhar em redes sociais? Seja como for, viaje uma ou duas vezes para fora do Brasil na vida, mas opte por destinos seguros como Paris, Londres, Madrid ou Miami. Fuja do mochilão e pegue a excursão para evitar problemas. Tem McDonald’s e Subway em mais de 100 países, então você não corre o risco de comer algo que possa estragar a sua viagem. Inglês é o idioma do mundo, não se incomode em tentar usar a língua do país, mas quem sabe eles não entendam um pouquinho de português né? Ou melhor, você não encontra um brasileiro por lá?

Certifique-se de que tudo está em completa ordem antes de pegar o avião, hotel, translados, passeios e dinheiro, muito dinheiro.

Trabalho

“Se você trabalhar esperançosamente, 8 horas por dia, quem sabe não vire patrão e trabalhe doze todo dia” escreveu uma vez o premiado poeta Robert Frost. Uma maneira agradável de dizer que trabalhar demais não é o melhor caminho para ser feliz, partindo do princípio que ser feliz envolve mais tempo para curtir a família, hobbies e outras atividades. Quem ama o que faz, nem chama seu trabalho de trabalho, então isso não vale para as raras pessoas que tem o prazer de fazer o que ama. Para a grande maioria, dinheiro e reconhecimento são os dois principais motivos. Há quem trabalha duro porque sonha em montar seu negócio, dar mais conforto à família, ficar rico ou ter uma boa aposentadoria. Viver só depois, para isso a gente se aposenta aos 65.

Então, as pessoas leem Você/SA, fazem um ou dois MBAs que pouco irão ajuda-las a lidar com os problemas do dia a dia (devido à baixa qualidade do ensino ou incongruência do curso com a posição na carreira), passam o dia em reuniões inúteis, se vangloriam de resultados, culpam os outros pelos resultados, falam mal dos chefes diariamente, nunca chamam a responsabilidade para si e desistem após primeiro grande fracasso. Essa é a típica vida corporativa. Cheia de panelinhas que servem para proteger uns dos outros como se fosse uma grande disputa. Em algum momento, será necessário mediar conflitos, foque-se na questões de personalidade em vez de valores.

Certifique-se de que todos vejam que você está trabalhando, isso é mais importante do que tentar resolver grandes problemas e até inovar.

Autoridade

Jamais desafie a máxima “sempre foi feito assim”. Os mais velhos nunca erram, certo? Novas ideias são para grandes empresas inovadoras, deixe para os americanos, apenas fique ligado para copiar o mais fiel possível. Quando todos disserem A, evite dizer B, mesmo que você acredite com todo o seu coração e tenha argumentos para embasar. Afinal, se ninguém perguntou, é porque não quer saber. E quem é você para discordar com o diretor? Se todo mundo é contra algo, seja também. Se todos estão a favor, vista a camisa. Ser popular é “cool”!

Certifique-se de que há alguém abrindo o caminho antes de dar o primeiro passo

Não se preocupe, seja feliz

É arriscado ser diferente. Ideias não convencionais assustam. Experimente dizer para sua mãe que irá deixar seu ótimo emprego em uma grande empresa, ou fechará seu consultório ou empresa bem sucedida para fazer outra coisa. Prepare os ouvidos…

O mundo é mediano, os diretores da maioria das empresas são medianos e políticos só são espertos o suficiente para tirar proveito disso. Você quer ser feliz? Então siga esses conselhos, de verdade. Evite frustrações, grandes desafios, medo de se arriscar e do novo. Você terá a companhia de bilhões de outras pessoas que levam uma vida incrivelmente mediana.

Ou Pare e olhe o que você está fazendo com a sua vida, ainda dá tempo de ser alguém extraordinário e levar a vida que você sempre quis.

Baseado no artigo: “How to be Unremarkably Average”

Via pequenoguru


Ser ou não ser: Autônomo

“Pessoa que trabalha por conta própria” 

O que tem de especial em uma pessoa que se diferencia das demais no mercado de trabalho? TUDO!  O real problema é a falta de credibilidade que tem um autônomo no mercado de trabalho Brasileiro! O trabalhador autônomo normalmente é visto como alguém que:

  • Não tem um trabalho
  • Não quer trabalhar “de verdade”
  • É taxado como “descansado” “preguiçoso” “espertinho” atoa

O problema maior que temos no mercado informal é a falta de credibilidade dada a si mesmo. A maioria das pessoas que optam por esse mercado tão promissor e tão bagunçado não faz ideia de quanto realmente vale o seu trabalho, dando uma bela desvalorizada no valor de mercado no geral. É difícil se manter num patamar aceitável de valor, quando existem profissionais praticamente se prostituindo para conseguir qualquer “bico” em valores extremamente baixos!!

Mas, como saber qual valor cobrar? quando saber que já se tem experiência o suficiente? quando se é realmente qualificado?

A resposta é tão simples quanto a escolha deste tipo de trabalho: SÓ VOCÊ É CAPAZ DE SABER QUANTO VALE O SEU TRABALHO! Só você é capaz de calcular quanto vale o seu trabalho! Só você pode se dizer qualificado e dizer quando você vale!

Mas como chegar a tal número? Primeiro você precisa avaliar quanto tempo você demora fazendo o seu trabalho? Qual a quantidade de esforço é empenhada nela? Quanto você precisa para bancar os custos?

Você pode não ser uma empresa, mas, como o próprio nome já diz, você trabalha por conta própria e só VOCÊ é responsável pelos custos, pela execução, pela entrega e etc do trabalho! Quem vai sustentá-lo no final do mês?? Como você acha que vai se bancar cobrando tão barato pelo seu trabalho?? Aí você me diz: “Mas tem fulanos cobrando 50-70% menos pelo mesmo trabalho!” , NÃO!!! não é o mesmo trabalho, NINGUÉM, absolutamente ninguém, vai fazer o seu trabalho como você!! Podem fazer melhor, pior, parecido, mas NUNCA farão igual você!

Saiba se posicionar, tome iniciativas de empreendedor, mostre conhecimento, mostre capacidade e passe CONFIANÇA! Quem contrataria uma pessoa para fazer um trabalho que nem ela mesmo acredita que ela consiga fazer?? Troque os: “eu acho”, “pode ser” e “talvez” por EU POSSO, EU FAÇO e COM CERTEZA! Não é porque um trabalho depende de fatores externos que não possa ser executado! Mais importante de tudo: saiba lidar com as dificuldades do processo! Saiba aceitar os Não’s! Saiba receber as críticas ruins e aproveitá-las da melhor forma para fazer um melhor trabalho!

Por fim junte todas as suas contas, calcule seu custo fixo mensal (quanto voce precisa para viver num mes?), divida pelos 30 dias do mês e você saberá de quanto precisa por dia PARA VIVER, não há lucro nesse cálculo! Se dividir o valor diário pela quantidade de horas trabalhadas diárias você terá o valor MINIMO da sua hora! Lembrando que esse valor é o mais baixo que você pode chegar para conseguir sobreviver no mês! Mas tem que ser incluído um lucro em cima, pois como autônomo, não é garantido que você trabalhe o mês inteiro, certo?! Coloque um preço justo, trabalhe com afinco e dedicação e mostre sua auto-confiança que o dinheiro virá! Pense que você está em uma das profissões mais abençoadas que existem, você pode trabalhar QUANDO e por QUANTO TEMPO desejar!!

A peça principal para um autônomo é ORGANIZAÇÃO e METAS! Tenha os 2 e tenha suce$$o!!

By: Natasha Passos


Apendendo sobre a Sensualidade

Acho muito interessante as pessoas falarem com uma certeza, o que é e o que não é sensual…. Afinal, o que é essa tal sensualidade? Alguém aí já parou pra saber exatamente o que ela é?

Sensualidade: é a consciência do sentir. Mas o que isso significa de verdade? Significa que voce está aberto a SENTIR! Sentir o toque, aquela musica gostosa, sentir o perfume, sentir o gosto daquele beijo….

“Eu sinto isso o tempo todo”. Sente nada… não é pq vc ouve, fala, cheira, degusta, toca… que voce está realmente sentindo… é o ato de realmente se ligar naquilo que está sendo sentido!

Então o que sensualidade tem a ver com aquele papo de não ser vulgar e sim sensual??? TUDO!!! É a forma como voce se sente que te faz expressar o que é sentido! O único problema é que a linha entre sensualidade, sexualidade e erotismo é muito fina… e TODO mundo confunde e faz uma bagunça doida….

Vamos exemplificar: Quando uma mulher pega um vestido estilo “panicat” e resolve sair por aí com ele na balada normalmente, ela pode até jurar que está sensual….. mas na realidade ela está erótica! Erotismo é o explicito, é a vontade exibicionista! Totalmente apoiado quem deseja usar roupas provocantes para se EXIBIR (no sentido correto da palavra, e não que a pessoa esteja se achando), cada um deve mostrar ao mundo o que está afim de acordo com aquele  momento! O que de forma alguma na literalidade da coisa quer dizer que aquilo é sexualidade… sexualidade é o ato de experimentar, de aflorar o desejo de tal coisa e faze-lo.

Agora caindo na realidade: Usar vestido “prensado à vacuo” (panicat) para ir pra balada, só quer dizer (aos olhos de todos, principalmente os homens) que voce tá muito afim de uma pegação com “final feliz” kkkkkkkkk pra não ser ruim na explicação…

“Mas o que acontece com esses homens de hoje em dia que acham que a gente só quer pegação e que não queremos conhecer pessoas e SÓ DANÇAR?” Vou te explicar bem o que acontece: acontece que as pessoas que trouxeram tal modelito à moda, estão usando ele da forma mais vulgar possível… porque ESSA É A INTENÇÃO!!! É tudo questão de senso… você já sabe que elas estão ali vendendo a imagem do corpo! para puro entretenimento lascivo da nação! Você não vai conseguir mudar a opinião de uma massa inteira somente com a resposta de “Só vim dançar” . O que fica parecendo é que você é doida e bem chata!

Começemos então a distinguir as coisas e colocá-las em seus devidos lugares! Se voce está afim de mostrar o corpo mesmo e mostrar porque diabos voce perde tanto tempo na academia, VÁ EM FRENTE! Mas tenha consciência de todas as consequências que isso acarreta! Quando é intencional, voce não verá problemas em pessoas bêbadas te amolando, jurando que vão conseguir algo! Se tá na chuva… SE MOLHA! Ria, converse, dê foras… NÃO SEJA MAL EDUCADA! A situação quem criou foi voce!

“E agora como que eu vou fazer para ser mais sensual, sem ser vulgar, nem ser recatada demais??” A resposta já veio junto com a pergunta…. EXERÇA SUA SENSUALIDADE!! Esteja aberta a todas as sensações e voce saberá o que realmente quer mostrar, o que realmente fazer, como realmente se sentir! Sensualidade não tem absolutamente NADA a ver com beleza! Tem a ver com a forma que voce se ve, se sente, sente e encara o mundo! Quando voce está bem consigo mesmo, aberto a sentir o que a sua volta tem a lhe oferecer… Voce é a pessoa mais sensual do mundo! E quer saber a melhor parte? ISSO ATRAI !!!!!! =O

Não acredito que voce ainda não tinha se tocado disso??? Como diabos voce acha que fica procurando “filé mignon” na sua vida, mas SEMPRE acaba se rendendo aquela “picanha suculenta”??? A aparência não se mantém! A aparência não engana! A aparência não se sustenta por si só!! Picolé de chuchu nunca vai ter aquele gosto que um picolé de limão pode te proporcionar! E olha que eles tem a mesma COR, o formato de picolé…. É aquilo que voce passa que é sensual, é aquele jeito único de ser, é aquele mistério de desvendar cada “camada” que voce tem a oferecer!!!

“Á, TÁ… Como se eu saísse por aí toda mulambenta, sendo só eu, todo mundo vai gostar!”  OBVIO QUE NÃO!!! Não é a questão de ser mulambenta… a questão é o que voce passa… ninguem quer ficar ao lado de alguem que tá tão bem consigo mesmo que não pode transparecer algo melhor… As pessoas buscam o MELHOR! Se voce busca o melhor… porque o outro não buscaria? “SER VOCE” não é bem o que voce pensa que vai atrair pessoas…. SER O MELHOR DE VOCE atrai!

E quando voce tem o melhor de voce…. ser sexual, erótico, pornográfico… é só questão de momento, de escolha, de curtir… de SENTIR! A sensualidade é um estilo de vida… e não um ato!!!

Fica a dica!

By:. Natasha Passos